segunda-feira, 5 de novembro de 2007

O inquérito

Recentemente enviei por mail um "inquérito" sobre pessoas "resolvidas".
Muitos saberão do que estou a falar visto que enviei para pessoas que sei que vêm aqui...
De qualquer forma, para os que não sabem, basicamente pedi que me dissessem quais as três pessoas mais resolvidas que conheciam e porquê.
Não podiam ser figuras públicas, tinham de as conhecer pessoalmente.

Nem eu própria sei bem porque lancei o desafio...
Fiz-me a pergunta a mim própria e achei interessante.
Achei então que era giro fazer a mesma pergunta aos outros, talvez para tentar perceber o que queria dizer "resolvido" na cabeça de cada um.

Até agora ainda só tive quatro respostas, muita gente a dizer de uma forma ou de outra que não iria responder (ou que não conhecia ninguém resolvido) e mais "abstenções" ainda.
Mas de qualquer maneira não era sobre o inquérito propriamente dito que queria falar... era mais a propósito de uma das respostas que recebi, que me deixou absolutamente perplexa...
Rezava qualquer coisa do genero: "... o respeito pela privacidade alheia me leva a preferir não expor o nome delas para uso num grupo tão alargado..." (não fiz copy/paste nem nada... LOLOLOLOL)

Como disse, várias pessoas responderam ao mail, sem que por isso tenham respondido ao inquérito...
Já antes desta resposta tinha sentido um clima estranho no ar, um desconforto geral. Tinha ficado um bocado com a sensação de ter feito alguma pergunta indiscreta, despudorada...
Depois senti-me... como se tivesse a pedir que denunciassem alguém...


Hellooooooooo???!!!
Há que resguardar o facto de que alguém possa ser resolvido?!
Deve-se guardar segredo? É alguma doença venérea? LOL
Aposto que se tivesse pedido o nome das três pessoas com mais filhos ou com mais paciência... mos "forneciam" (LOL) sem qualquer tipo de problema...

Não sei o que pensaram relativamente à pergunta, mas independentemente das várias possíveis interpretações da palavra "resolvido", parece-me difícil atribuir-se-lhe um sentido pejorativo...
Logo, dizer que alguém é resolvido é no mínimo um elogio.
Se eu tivesse perguntado pelas três pessoas mais generosas ainda conseguia compreender, não fosse alguém aproveitar para ir crava-los ... LOLOLOLOLOLOLOLOLOLOL
Agora a sério... parece que é alguma vergonha, alguma falha de carácter...

Quando comecei este Blog, com a afirmação de que era feliz, várias pessoas me "deram os parabéns", com um sorriso amarelo, como se pensassem; "deves..."
Parece de facto haver um certo mal estar quando se fala destes temas... como se ser feliz, ser resolvido, viver em paz, etc, etc, etc... não fossem coisas atingíveis pelo comum dos humanos e só o facto de se mencionar que alguém o pudesse ser fosse já de si uma heresia.
Os que dizem não conhecer ninguém estão a ter a mesma atitude, no fundo não querem é "apontar o dedo".

Aquele ali... aquele é um tipo resolvido!!!
LOLOLOLOLOLOLOLOLOL

Notem que eu não perguntei por pessoas totalmente resolvidas, perguntei quais as pessoas MAIS resolvidas que conhecem... Se alguém só conhecesse três pessoas, essas serviam...
Aposto que se tivesse pedido directamente a definição da palavra para cada um teria sido mais fácil, não obrigava ninguém a tentar perceber porque lhe veio esta ou aquela pessoa à cabeça.













25 comentários:

  1. Hmmm, e já pensaste que talvez quem pergunta influencia mais a resposta do que a pergunta em si?

    ResponderEliminar
  2. Não, não pensei porque nem sequer percebo o que queres dizer com isso... : )
    ???

    ResponderEliminar
  3. Ois Malta
    Para que não fique nenhum mal entendido eu de facto li o teu inquérito, o qual achei super interessante e quis responder rapidamente (eu sou daquele genero de pessoa que adora inqueritos e respondo sempre ;)) mas quando ia responder pus-me a pensar e até hj ando a pensar no assunto, e até já fiz a mesma pergunta a várias pessoas que conheço (o que é uma pessoa resolvida?) e ouvi diversas respostas que talvez tenham influenciado a minha forma de pensar qto à definição de ser-se resolvido.

    Um exemplo: no sitio onde trabalho, existe um tipo que é o nosso decorador, ele anda normalmente mal humorado; perguntei a uma colega o que é que se passava com ele, e ela respondeu-me 'é um gajo mal resolvido' achei piada pq neste caso especifico o tipo em questão é casado e pai de 2 filhas mas dizem (as más linguas LOL) que no fundo o gajo é paneleiro e por isso 'mal resolvido'.

    É muito mais facil definir o 'mal resolvido' por oposição a definir alguem resolvido.

    Na minha opinião uma pessoa é considerada resolvida quando deixa de ter conflitos internos não resolvidos. Não conheço ninguem que seja totalmente resolvido, conheço pessoas que são mais resolvidas que outras; as que considero mais resolvidas são aquelas que exteriorizam os seus conflitos internos à procura de uma resolução, numa tentativa de partilha dum conflito.

    Por outras palavras: as pessoas no geral têm todas conflitos internos, mas normalmente o âmago desses conflitos são diferentes de pessoa para pessoa: eu sou mais resolvida numas coisas e menos resolvido noutras: se eu partilhar os conflitos que me 'atormentam' com vontade de os expor sem vergonha e com a humildade de ouvir a maneira como o próximo os resolveu (ou não resoveu pq nunca teve esse confilto concreto) quanto maior for essa partilha de experiencias mais próxima eu estarei de resolver esse conflito.

    Penso que todos nós seres 'pensantes' numa sociedade de rápidas mudanças teremos sempre conflitos internos que vamos resolvendo ao longo da vida e nunca seremos seres totalmente resolvidos... e como se diz no meio do paraquedismo o pior que nos pode acontecer é morrer - mas ai resolvemos o nosso problema ;)

    As pessoas mais resolvidas que conheço:
    1. TU (Cristina): és no geral uma pessoa confiante, com elevada auto-estima, que não tem medo nem vergonha de expor os teus conflitos internos e que procura resolve-los partilhando-os com as pessoas à tua volta. Não mudas de personalidade quando bebes uns copos a mais LOL demonstrando que és uma pessoa bastante resolvida.
    2. Luda (minha empregada): tb a considero uma pessoa resolvida, na medida em que a vida para ela (desde muito nova) foi dura, e assim ela foi obrigada a resolver-se para ter força para se aguentar, para trabalhar e levar a sua vida para 'a frente'. A vida que levou ensinou-a a resolver-se.

    Tenho que acabar isto a 'correr' chamam-me para uma reunião ;)

    Kisses pessoal!

    ResponderEliminar
  4. LOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOL

    Não percebo como pudeste desrespeitar desta forma a minha privacidade expondo o meu nome para uso num grupo tão alargado...

    LOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOL

    Sorry...

    LOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOL

    Martinha, AMEI!!!

    Não pela razão que muita gente vai pensar (aqui entre nós que ninguém nos lê, acho que muita malta achou que com o meu inquérito estava a tentar entrar para o Top 3 de cada um... LOLOLOLOL)mas porque foi até agora a melhor definição de "resolvido".

    Não estou certa de que a "exposição pública", que nós tanto apreciamos, seja um requisito fundamental para toda a gente, é talvez "a nossa forma" de nos resolvermos...

    Anyway, parabéns!

    E mais uma coisa, é bom saber que pus alguém a pensar, caso não tenham percebido é o objectivo deste blog...
    Se as pessoas cá vierem de vez em quando 02:34 mn (é a média de tempo que cá passam... LOL)só para desenjoar do trabalho não vale a pena o trabalho. ; )

    ResponderEliminar
  5. 2 minutos e 34 segundos por visita é uma excelente média, e explico porquê. Muitos dos teus visitantes vêm frequentemente ao "blog" ver se há novidades ou novos comentários. Se não houver, saem imediatamente, com um tempo de presença de poucos segundos. Eu diria, baseado na minha experiência, que por cada visita em que encontro alguma novidade faço cinco ou seis em que entro e saio logo. Por isso, o tempo de leitura real, de novos textos, deve andar mais nos doze a quinze minutos do que nos 2m34s.

    ResponderEliminar
  6. Muito obrigada pela análise Sr. Engenheiro... mas o tempo que cada um cá passa é irrelevante para a conversa, o que mais me interessa é o que cá vêm fazer. LOL

    PS: Cinco ou seis em que entras e sais logo?! Hum... Já começo a perceber certas e determinadas afirmações... LOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOL

    ResponderEliminar
  7. Jorge Rocha - Ghunterquinta-feira, 08 novembro, 2007

    Resolvido ou não... Eis a questão!

    Para não usar demasiado as tuas palavras e ter de fugir radicalmente aos teus raciocínios de meia-tigela, temo não encontrar com tanta facilidade como tu ou como a Marta os tais "resolvidos(as)" de quem vocês falam.

    Sempre que penso que a este ou aquele lhe assenta na boa esse "adjectivo", a vida já me ensinou a procurar mais fundo e a ver que afinal faltava algo que não tinha visto às 1ªs.

    Além disso, habituei-me faz tempo e com o tempo a manter uma distância coerente com quase tudo e todos, dando o espaço necessário aos outros, não me metendo o suficiente na vida de ninguém para vir a ser um "pain in the ass". Essa distância é a exacta para eu não poder medir o grau de resolução das mesmas, nem permitir, acho eu, que meçam o meu. Só mesmo os mais afortunados (ahahahah) têm acesso ao planeta Jorge.

    ResponderEliminar
  8. Que engraçado...
    LOL
    E eu que estava convencida que estavamos a caminho de elaborar uma tese altamente profunda sobre o ser-se ou não resolvido....
    Afinal tu resumes o nosso brutal esforço a 'raciocinios de meia tigela' :O
    Assim não brinco! LOL

    Dear ghunter só para que se perceba: eu não enumerei pessoas resolvidas ponto; enumerei as pessoas MAIS resolvidas que conheço.... e consigo facilmente identificar as pessoas mais ou menos resolvidas porque não mantenho nenhuma distancia 'confortável' com elas... You should try that sometimes... :))))))))))

    ResponderEliminar
  9. Jorge Rocha - Ghunterquinta-feira, 08 novembro, 2007

    Marta,
    não queria ofender-te, nem sequer incluir-te, até porque nos conhecemos muito pouco, quando falo em raciocínios de meia-tigela. Sorry lá, embora estejas a colaborar de certa forma no que eu digo ao seres a 1ª a vir a correr pôr-se debaixo dum guarda-chuva, que neste caso é o raciocínio da Cristina.

    Também não estou a melgar a Cristina de nenhuma forma especial; ela e quem melhor nos conhece sabe desta nossa Santa guerrinha, umas vezes mais exagerada da minha parte, outras vezes menos, admito.

    Mas gostei desse espirito Cruzader atento e prespicaz, com um ferrão "resolvido" e decidido, pronto a defender uma causa...

    Kisses

    ResponderEliminar
  10. "...ela e quem melhor nos conhece sabe desta nossa Santa guerrinha..."

    You really don't get it, do you?! :(
    Não tenho nenhuma guerrinha com ninguém e muito menos santa...

    Julguei ter deixado bastante claro aquando do teu "retorno" que já dei para a onda "quanto mais me bates mais gosto de ti"... Tempos houve em que aturava demasiadas merdas em nome da amizade, acabou. Neste momento a palavra de ordem é "boa onda".

    Fizeste, se não estou em erro, três comentários neste blog... não houve um que fosse construtivo.

    Se queres continuar a ser azedo, agressivo e a mandar abaixo quem gosta de ti estás no teu direito. Longe de mim, por favor... Em "minha casa" não é com porrada que se fazem demonstrações de amor e agradecia-te imenso que não continuasses.

    Dito isto, se forem desprovidos de acidez e negatividade, todos os comentários serão muito bem vindos mesmo que estejam em total desacordo com as minhas ideias.

    Luv U

    ResponderEliminar
  11. Jorge: Juro que não me ofendeste - até pus um LOL e uns ;))) para que se perceba o meu tom de brincadeira... mas a escrita tem destas coisas....

    Mega Kisssssssss ;)

    ResponderEliminar
  12. Deixa lá Marta, não penses mais nisso... Smileys e LOLs ele não atinge... ele é mais na onda taco de baseball ou caçadeira de canos serrados...

    LOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOL

    ResponderEliminar
  13. Jorge Rocha - Ghunterquinta-feira, 08 novembro, 2007

    Cristina,

    Longe de mim querer atingir-te desta ou daquela forma mais azeda ou agressiva. Se o fiz, sorry... foi mais uma forma de me referir aos teus comentários, tão só.

    Eu ainda não disse nada... e tu já estás a trazer para cima da mesa até os canos serrados da caçadeira. Já me calei, e assim vou continuar, a bem da "Convivialidade"

    L&K

    ResponderEliminar
  14. - "...Que tema tão "agreste" que tu foste escolher para dar início ao teu Blog... especialmente quando sabemos da tua falta de jeito para a cozinha..."
    - "...essa mente, umas vezes tão prespicaz e viperina, outras vezes carregada de um sentimento de trafulhice..."
    - "...Para não usar demasiado as tuas palavras e ter de fugir radicalmente aos teus raciocínios de meia-tigela..."

    I rest my case...

    Tirando isto não te estava a "mandar calar", só adoçar, mas se preferires ser o macaquinho do meio tu é que sabes... LOL ;)

    ResponderEliminar
  15. Jorge Rocha - Ghunterquinta-feira, 08 novembro, 2007

    Eu agora sou mesmo é o macaquinho do meio... OK
    como já disse e repito, tudo a bem da "Convivialidade"

    ResponderEliminar
  16. Quinze comentários! Chiça! Que inveja!

    ResponderEliminar
  17. LOLOLOLOLOL
    É que eu escrevo sobre coisas interessantes... toda a gente sabe que não há heróis, a não ser da Marvel... LOLOLOLOLOLOL Imbejoso!!!

    E quanto ao teu comentário do outro dia, "...Muitos dos teus visitantes vêm frequentemente ao "blog" ver se há novidades ou novos comentários....", já viram o códradinho por baixo da janela dos comentários?
    "Email follow-up comments to" assim escusam de cá vir para nada...

    ResponderEliminar
  18. isto está lindo! ;-)

    IMHO ninguém que eu conheça em maior ou menor grau, está resolvido, nem vai estar, pelo menos em relação a cada um de nós, porque precisamente cada um de nós tem uma noção de resolvido diferente dos outros. Substancialmente diferente.

    Esta é o tipo de conversa que se tem quando se fala de assuntos tão subjectivos e pessoais.

    É como discutir Arte, Religião, Política ou Futebol.

    Não se vai a lado nenhum.

    ResponderEliminar
  19. por mera curiosidade:

    resolvido
    adj.,
    combinado;
    assente;
    pronto;
    decidido;
    de que se achou solução;
    temerário.

    resolvida não existe tanto no Dicionário da Porto Editora como no Michaelis.

    ResponderEliminar
  20. Já estou a perceber porque pensaste num blog em que os posts se gerassem sozinhos... Chiça!!!
    Para ir ao dicionário não preciso de vocês... Grunf!

    Para já que raio quer dizer "IMHO"???
    Depois, então é melhor fazermos uma listagem das coisas que não vale a pena discutir porque "não se vai a lado nenhum" escusamos de continuar a "perder tempo"...

    Toda a gente caga sentença, mas responder ao desafio vai lá vai... Caguinchas!

    ResponderEliminar
  21. IMHO
    Deve ser: In my humble opinion
    LOL
    humble: será que significa humilde?!?!?!

    Explain nuno PLEASE! LOL

    A todos uma optima semana!

    Cri: este deve ser o post com mais comentários....

    ResponderEliminar
  22. Pergunta: dá p/ eu ter foto tb? Ou só o dono do blogue é que tem esse direito>?!?!?

    ResponderEliminar
  23. IMHO: In My Humble/Honest Opinion

    http://www.urbandictionary.com/

    ResponderEliminar
  24. LOLOLOLOLOLOLOL
    23,Carlinhos, 23!!! Roi-te... He, he...
    Podes crer Marta, este está a dar pano para mangas... LOL
    Quanto ao IMHO, agradeço-vos a explicação mas o Zé já me tinha mandado o link de um dicionário de "Internetês" :)
    Quanto à foto, se a tiveres no teu perfil ela aparece nos comentários. Acho que só o Vasco é que tem foto para além de mim...

    ResponderEliminar
  25. Pois é...
    Nada como um pouco de polémica para levantar a poeira latente em todos os bloguistas e começarem a nascer posts por tudo quanto é lado...

    Esquece a foto, Martinha, que não estamos no Animatógrafo... LOLOLOL mas de qq forma já viste que há uma forma de a pores, caso queiras.

    ResponderEliminar